07 out 2015

Da tradicional doçaria conventual portuguesa, o Brasil colonial incorporou receitas de quitutes com nomes inspirados em confissões, declarações de amor, apelos e queixas